Teatro Municipal de Uberlândia

Há 12 meses começava a se tornar realidade um sonho de quase duas décadas da população uberlandense: entrava em efetivo funcionamento o Teatro Municipal de Uberlândia (TMU), abrindo uma programação que resultou, aproximadamente, em 86 eventos exclusivamente culturais, divididos em mais de 150 apresentações, mobilizando 68.160 espectadores da cidade e da região. Ao menos 34 eventos tiveram entrada totalmente gratuita e os demais, com cobrança de bilheteria, tiveram cotas de cortesias. Ou seja, desde julho de 2013, quando aconteceu o Circuito Grande Otelo, 42.737 mil espectadores tiveram acesso gratuito e os outros 25.423 pagaram ingressos em valores diversificados.ateatO primeiro grupo a vir para o TMU foi a Companhia de Dança Deborah Colker. Pela primeira vez na cidade, o grupo, considerado um dos grandes representantes da arte contemporânea brasileira, veio com três espetáculos do repertório da Companhia, “Velox”, “Nó” e “Tatyana”, e Uberlândia era a única cidade do interior a fazer parte da turnê comemorativa aos 20 anos do grupo. As demais cidades eram somente capitais. A receptividade foi tão boa que o grupo retornou a Uberlândia, um ano depois, com o espetáculo “Belle”, apenas uma semana depois da estreia nacional no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. A vinda desse primeiro grupo, na verdade, só foi possível pelo fato de a companhia, em sua turnê, viajar com todo o equipamento de som e luz, uma vez que até esse momento, julho de 2013, o TMU ainda não estava equipado para receber espetáculos. A entrega oficial do teatro para a população foi feita apenas no final do mês seguinte, dentro das comemorações de aniversário da cidade. De lá pra cá, espetáculos memoráveis arrebataram públicos de todas as idades não somente no palco como na arena externa do Teatro Municipal. Além de abrigar uma extensa produção local. bandeira-udiEstiveram por ali artistas e grupos de fora como Galpão, Eva Wilma, Marco Nanini, Suely Franco, Tim Maia o Musical, New York New York, Beth Goulart, Os Melhores do Mundo, Yamandu Costa, Sérgio Reis, Almir Satter, e outras dezenas de espetáculos. Entre as atrações deste último quadrimestre do ano, estão eventos como os musicais “Palavra de Mulher”, com Lucinha Lins, Tânia Alves e Virgínia Rosa, e “Nada Será Como Antes, Milton Nascimento o Musical”, respectivamente em agosto e setembro, o espetáculo “Bitita”, em novembro, marcando o centenário da escritora Maria Carolina de Jesus, e, por fim, em início de dezembro, o ator Antônio Fagundes, acompanhado do filho e elenco de mais quatro atores, com o espetáculo “Tribos”, que tem como tema a deficiência auditiva. Além destes, estão programados mostras de dança, espetáculos teatrais, festival de teatro, shows musicais, concertos, lançamentos, recitais e programação Natal Luz na agenda entre os meses de agosto e dezembro.zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz1

Publicidade

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.