Um homem que quis quebrar regras

“O que dizer de um homem que foi condenado à morte por ter entrado em um país em que o crime de levar drogas é passível a pena capital ?

Vamos por partes: Este homem a quem me refiro é o brasileiro que morreu por fuzilamento na Indonésia. Ele, desde jovem se meteu no mundo das drogas e nunca quis trabalhar vivia viajando o mundo todo levando drogas e usando também, aproveitando a vida da maneira que lhe convinha. Conheceu inúmeros lugares do mundo e se relacionou com mulheres de todos os tipos desde que pudesse aproveitar o máximo o dinheiro que ganhava com as drogas. Quando amigos falavam para ter cuidado ele dizia sempre: “as regras são para ser quebradas”. Até que um dia, resolveu levar uma grande quantidade para a Indonésia e se preparou colocando 13k e meio de cocaína na asa Delta dele. Era instrutor de vôo. Lá chegando ao descer do avião e passando pela imigração foi direto para ser vistoriado e passar pelos raios X.  Qual foi a surpresa ao ser levado para uma sala especial e lá disseram que ele seria enviado a uma prisão porque estava levando em sua bagagem cocaína.

No início achou que era bobagem, no entanto, constatou que era a verdade. Conseguiu ludibriar a polícia e fugiu durante duas semanas. Como não podia voltar, pois estava sem passaporte foi encontrado e preso. Tempos depois foi a julgamento e condenado à morte. Durante os 12 anos que ficou na cadeia esperou que conseguisse se livrar porque dizia que confiava na estrela dele. O tempo passou e depois de inúmeras tentativas para voltar ao Brasil não conseguiu mudar a pena que lhe foi imposta. Foi fuzilado.

Pergunto eu: Será que as regras são para serem quebradas ? Ou temos que seguir o que as leis determinam ? Servirá de lição para alguém ? A pergunta fica no ar “.

(Cleusa Albuquerque Guerreiro Hugueney – cleusahugueney@yahoo.com.br )

 

Publicidade

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.