Rolando Rodrigues – Reilla Haute Coiffure

areila

Meu pai, Carlos Hugueney Neto, durante décadas, teve uma joalheria alí na galeria do Uberlândia Clube, a Paris Jóias. Eu, menino, ficava sentado logo na entrada da joalheria, para ver as misses que o cabeleireiro Rolando Rodrigues, do Reilla Haute Coiffure, embelezava através de seu impecável trabalho.

Vi muita mulher bonita, como Angela Stecca, que entrava linda no salão e saía maravilhosa. Até um dia, depois mais velho – me apaixonei por ela e….. (mas isto é outra história). A coroa de miss Minas Gerais e depois miss Brasil, de Angela, um dia foi parar na joalheria de meu pai para ser lustrada. E eu fiquei fascinado em ter em mãos aquela “jóia” que ficava na cabeça daquela miss. O salão de Rolando era ao lado da joalheria de meu pai.

areila1

Muitas são as histórias que meu pai tem sobre o profissional Rolando. As damas da sociedade que íam no Reilla Haute Coiffure, que também abrigava como profissional, sua então mulher Sônia, recebia o mulherio do society tradicional e eram as mesmas que eram “abrilhantadas” pelas gemas e pérolas de meu pai. Rolando sempre foi ímpar, único, original e autêntico – tanto na forma de trabalhar quanto na maneira de se trajar e comportar.

Um de seus filhos, o Christopher, seguiu a profissão do pai. Caros leitores, neste momento, passa um filme em minha cabeça de tantas histórias deste homem. Os anos se passaram – o tempo se encarregou de levar o glamour embora mas a história dele está escrita e escrita com dignidade.

Ultimamente, adoeceu de maneira severa e hoje faleceu e aqui fica meu registro de respeito e admiração. Rolando, descanse em paz.

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz34

Publicidade

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.