História do Dito Historiadô

Domingo (1º) tem teatro com entrada franca no Rondon Pacheco

Grupo de Sorocaba, premiado pela Funarte, resgata memórias de um tempo caipira em comédia para toda a família.

Quem não gosta de uma boa comédia ? Ainda mais se ela remeter a um tempo saudoso em que a prosa se dava em roda, olhos nos olhos, ouvidos atentos aos causos verídicos ou fantasiosos contados com a ajuda de uma boa viola caipira? Está aí uma excelente opção para a véspera de feriado!

Domingo, 1ª de novembro, o grupo de teatro, Barracão da Vó, vem de Sorocaba para apresentar, no Teatro Rondon Pacheco em Uberlândia, a história de um moço tratado como Dito, simples, da roça, analfabeto, mas que nutria grande vontade de aprender a ler e escrever.adoto Foi assim que o tal Dito dedicou-se com afinco ao estudo, sonhando ir para a capital. Mas, para desespero de sua mãe, o aspirante a escritor sofre um “porre de cultura”, uma espécie de regressão no tempo, manifestando-se como Juca Barro. Diante do acontecido, a mãe de Dito foi orientada por um compadre a chamar um benzedor famoso nas redondezas. Eliminado o mal, Dito casa-se e parte para a capital a fim de realizar seu sonho de ser artista de rádio como cantor e declamador.

A peça ‘História do Dito Historiadô’ é uma obra fictícia que tem como referências três linguagens teatrais: o épico-narrativo, o circo-teatro e a linguagem clownesca. Escrita pela atriz e dramaturga Ivone Martins, conta com direção de Rodrigo Cintra e foi contemplada pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2014.

Cena: Pai Landinho na casa da Cumadi – atores: Rodrigo Cintra e Ivone Martins

Barracão da Vó promove também encontro na Biblioteca Municipal

No mesmo dia, às 17h, Barracão da Vó irá realizar o ‘Encontro Cultural Caipira’, na Biblioteca Municipal de Uberlândia. “A ideia é que o público participante ouça nossos causos da região de Sorocaba que serão contados pelos atores, e também conte os causos de sua cidade e região e cante junto com a gente”, explica o diretor, Rodrigo Cintra. O Encontro será registrado em vídeo e fotos e fará parte de um documentário sobre a diversidade de histórias do Brasil.

Entrada franca

Publicidade

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.